Procurar:

 


 

Notícias da Liga




Concerto de Natal 2015 - Ateneu Comercial do Porto

Noite maravilhosa ...concerto inesquecivel. ..dos MEDIVOCE.medicos e brilhantes cantores e virtuosos pianistas. ..Sala do Ateneu superesgotada e canticos de Natal ...belissimos. Obrigado em nome da Liga a todos, Ateneu, publico e aos cantores...


1/20/2016
 
mais notícias

Destaque:
 
 
 
 
 
 
 

Agradecimentos


A Liga dos Amigos do Hospital de Santo António agradece a todos os Mecenas, entidades e aos cidadãos em geral que têm colaborado connosco neste projeto de voluntariado.

Esperamos poder continuar a contar com esta participação, no sentido de prestarmos aos nossos doentes um serviço cada vez melhor e mais humanizado, podendo, desta forma, concretizar os objetivos a que nos propomos.

A todos aqueles que têm dado, de forma tão generosa, o seu tempo como voluntários da Liga, deixamos aqui o nosso especial agradecimento. Sem eles não seriamos uma realidade, sem eles os nossos doentes estariam mais sós e não teriam a palavra amiga ou a pequena atenção tão importante, nos momentos de fragilidade provocados pela doença.

Impõe-se aqui, o nosso agradecimento particular à Iberlab - Equipamentos de Laboratório, Lda., cujo apoio nos permite manter este site na internet.


Mecenato

A Liga, conta com o apoio da comunidade em geral, para continuar a desenvolver o seu projeto em prol dos doentes mais carênciados do nosso Hospital. A sua ajuda será sempre bem-vinda, colabore connosco, seja solidário com a nossa causa.

Ao falar de Mecenas, temos que salientar o apoio que esta LIGA tem tido de muitas Entidades, em nome pessoal ou coletivo.



Caio Cílnio Mecenas (Gaius Cilnius Mecenas) (70 a.C. - 8 a.C.)

Cidadão romano da época imperial. Foi um grande político, estadista e patrono das letras. Administrou a fortuna da sua família (entre 74 a.C. e 64 a.C.) e foi um conselheiro hábil e de confiança do imperador Augusto, o qual se fez muitas vezes representar por Mecenas como seu tribuno, orador, patrono e amigo pessoal para várias missões políticas.

Mais tarde aposentou-se e devotou todos os seus esforços a seu círculo literário famoso, que incluiu Horácio, Virgilio, e Propertius, patrocinando-os com amizade, bens materiais e proteção política. Aos seus protegidos provou ser um amigo e um patrono eficiente e generoso.